CHICO SALGADO

ESPORTE, LUTA E MUITA TRANQUILIDADE.

 

 

 

 

 
Chico9.jpg
 

Lutador por vocação, Chico Salgado foge dos estereótipos e acredita que a luta pode transformar vidas. 

FOTO: MANA GOLLO


texto: Anna Carolina Amaral


Apaixonado pelo mundo do esporte, mais especificamente pela luta, Chico Salgado abandonou a competição nos tatames para transformar o corpo de celebridades como Sabrina Sato, Angélica e Grazi Massafera.

O estereótipo de lutador brigão e marrento não se adequa ao personal trainer Chico Salgado. Com um sorriso solto e simpatia de sobra, o esportista esteve em Curitiba para uma aula funcional promovida pela marca de roupas fitness Alto Giro e conversou com a gente sobre sua vida pessoal, carreira e futuros projetos.

foto38.jpg
Foto-15.jpg

Chico, como você se apaixonou pelo mundo do esporte?

Com 4 anos comecei a treinar judô, com 8 entrei no mundo das competições e ali encontrei minha vocação.

Por que resolveu se afastar das competições de luta?

Uma lesão no joelho me afastou das competições e me apresentou um novo caminho. Dando aulas descobri o mesmo prazer da luta e uma gratificação imensa em transformar vidas.

Como é trabalhar com celebridades que estão sempre na mira da imprensa? Isso afeta o seu trabalho?

Acabo virando amigo dos meus alunos, e, graças a Deus só trabalho com pessoas do bem. Claro que a imprensa e o assédio dos fãs as vezes atrapalham, por isso tento evitar lugares públicos para o treino de clientes famosos.

Qual é o segredo para ter um corpo escultural?

É uma soma entre treino, alimentação e genética. A Sabrina Sato, por exemplo, come o que quer, mas treina às duas da manhã para compensar. O mais importante é estar bem consigo mesmo e aceitar o seu corpo como ele é. Ter um corpo bonito não é sinônimo de saúde, tem muitas mulheres lindas que fumam e bebem e se você for ver estão com a saúde ruim, o importante é se cuidar e sempre praticar algum tipo de atividade física.

 
 
Dando aulas descobri o mesmo prazer da luta e uma gratificação imensa em transformar vidas.
— CHICO SALGADO
 
Foto-75.jpg
 

As roupas de ginástica podem influenciar no treino? Existem opções melhores e piores para malhar?

A roupa influencia muito, sim. Primeiro, ela pode ser um estímulo para a pessoa treinar, principalmente a mulher, que vê uma roupa legal na vitrine e fica com vontade de usá-la para praticar exercícios. Mas, é importante lembrar que ela tem que ser boa e bonita, porque se não tem um bom caimento pode atrapalhar o treino e os resultados.

Depois de quase um ano, como está indo sua academia no Rio de Janeiro? Como você divide seu trabalho entre famosos e não famosos?

Estou muito feliz com a minha academia no Rio de Janeiro, é um espaço democrático e aberto para todos onde todo mundo pode conhecer meu trabalho e se apaixonar pelo esporte. Hoje meus clientes famosos e não famosos tem que se adaptar a minha agenda, meus horários são bastante concorridos então todo mundo tem que se encaixar. Claro que tem muita gente que pensa que só porque é famoso vai ter tratamento especial, mas comigo não é assim, não. Todos são tratados da mesma forma, com muito respeito e profissionalismo.

Além de lutador e personal, quem é o Chico Salgado? Qual é o seu Lado B?

Sou um cara muito tranquilo e de bem com a vida. Divido meu tempo livre entre meu filho e meus treinos pessoais. Minha mulher vive brigando comigo porque eu sempre estou na academia, mas para mim dar aula é uma coisa e treinar é outra, eu preciso treinar todo dia!

Depois de participar de Malhação você vai ter um programa no Canal Combate, como está lidando com esse novo desafio?

Está sendo um desafio muito bacana, vai ser um programa de entrevistas, mas o grande objetivo é acabar com o preconceito contra a luta. Muita gente liga o cara que luta com uma pessoa briguenta e agressiva, mas é o oposto: alguém que treina luta dificilmente vai brigar com outra pessoa na balada, por exemplo. A luta é uma excelente válvula de escape e pode transformar vidas.

 

 

 
 
Foto-9.jpg
Foto-24.jpg
Foto-24.jpg
Foto 126.jpg
Foto-26.jpg